Conheça dez opções de viagens de ônibus partindo de São Paulo

Partindo de ônibus da cidade de São Paulo, é possível conhecer destinos incríveis que podem ser visitados em viagens bate-volta. Para quem preferir, pode aproveitar uma viagem com período mais longo, como nas viagens de final de ano, carnaval e feriados.

Veja 10 lugares saindo de ônibus de São Paulo que vale a pena conhecer

Viagens de ônibus têm as suas vantagens, entre elas, estão os gastos. Isso porque, pesquisando em sites como o Hotel Urbano, Groupon Viagens e na própria CVC Viagens, é possível encontrar opções de viagens baratas. Normalmente nesses pacotes são incluso os valores da hospedagem, podendo ser em hotéis ou pousadas, bem como um café da manhã.

Um fim de semana prolongado ou uma folga de última hora pedem uma viagem para relaxar. Que tal conhecer os destinos mais incríveis saindo de São Paulo? O que você acha de ir de ônibus, que é um meio de transporte mais barato e confortável?

A megalópole São Paulo é o ponto de partida para o interior, o litoral, outros estados e até países latinos. Neste artigo, selecionamos 10 lugares dentro do estado que têm linhas diretas.

A cidade possui três terminais rodoviários. A rodoviária do Tietê, que é o segundo maior do mundo, o da Barra Funda, que vai para o interior, e a rodoviária do Jabaquara, com destinos para o litoral.

Confira 10 destinos para viajar de ônibus

Petar

O Parque Estadual Turístico do Alto Ribeiro (Petar) é um paraíso em plena Mata Atlântica, no sul do estado. Tem 350 cavernas, das quais 12 podem ser visitadas.

Possui cachoeiras e trilhas. Oferece esportes radicais e o contato com comunidades quilombolas. Tem quatro blocos de visitação. Alguns passeios devem ser feitos com guias. O Petar fica a 329 km de São Paulo. Deve-se pegar ônibus até Apiaí e de lá seguir para Iporanga.

Cachoeira das Arapongas, crédito: Parque Estadual Turístico do Alto Ribeiro

Guarujá

Localizada no litoral norte de São Paulo, Guarujá é um convite à contemplação dos 22 km de praias. A maioria delas abre trilhas em meio à Mata Atlântica. Entre as opções há a Praia Mar Casado, que é mais distante, e a Enseada, que é mais badalada.

Guarujá também é cidade histórica e tem igrejinhas e fortes, como a Fortaleza da Barra Grande de Santo Amaro, que merecem ser visitados. Fica a 88 km de São Paulo.

Ilha Bela

A sensação é a de que as praias nordestinas se mudaram para São Paulo quando você chega a Ilha Bela, no litoral norte paulista. São 36 km de praias. Entre elas, a Praia da Caveira, cuja lenda diz que o nome se deve ao naufrágio do transatlântico espanhol Príncipe das Astúrias, com mais de 400 mortes. Tem ainda picos ideais para montanhismo. Ilha Bela está a 135 km de São Paulo.

São Roque

O enoturismo tem vez em São Roque. O Roteiro do Vinho tem pelo menos 30 estabelecimentos que produzem vinho com as melhores uvas. O ponto alto é em outubro na “Expo São Roque”, que reúne os melhores produtores de vinhos, uvas e alcachofras.

A cidade é Estância Turística e também oferece passeios na Casa e Capela do Sítio Santo Antônio, construída no século 17. Além disso, tem a reserva Mata da Câmara. Fica a 71 km de São Paulo.

Cananéia

A cidade litorânea guarda curiosidades por ter sido o primeiro povoado fundado no Brasil. O Centro de Exposições tem um tacho de bronze deixado pelos navegadores portugueses.

Cananéia faz parte do Parque Estadual da Ilha do Cardoso e, por isso, tem comunidades caiçaras, trilhas e um roteiro com visitação a quatro cachoeiras. Os casarios que podem ser admirados são do final do século 18. Está a 262 km de São Paulo.

Cananéia, crédito: site Tripadvisor

Embu das Artes

Quem prefere uma viagem curta, a dica é Embu das Artes. O município integra a Região Metropolitana de São Paulo e é Estância Turística. Ficou conhecido como cidade dos artistas.

A vocação começou com Cássio M’Boy, professor de expoentes do Movimento Modernista de 1922, como Anita Malfatti. A cidade atrai hippies e artesãs que expõem na feirinha que ocorre todos os finais de semana, desde 1969. Fica a 33 km de São Paulo, com linhas metropolitanas.

Águas de São Pedro

O poder das águas medicinais de Águas de São Pedro move o turismo no município, de quase 3 mil habitantes e com o segundo melhor IDH do país. Está entre os 11 municípios considerados estâncias hidrominerais de São Paulo.

Entre os atrativos estão as fontes Gioconda, Juventude e Almeida Salles, onde ocorrem banhos e massagens. A cidade é ponto de chegada do Caminho do Sol. Fica a 186 km de São Paulo.

Brotas

Para quem curte ecoturismo, Brotas é destino certo. A cidade começou a investir em turismo há duas décadas. Em 2014, já foi considerada Estância Turística.

Entre as atividades estão canionismo, cachoeirismo, tirolesa e rapel. Turistas podem se deliciar na Areia que Canta (nascente que produz sons), nos circuitos das frutas e na pesca esportiva no Rio Tamanduá. Brotas fica a 249 km da capital paulista.

Rafting em Brotas no Rio Jacaré-Pepira, crédito: Wikipedia

Campos do Jordão

O mais alto município brasileiro é um dos principais pontos turísticos do interior paulista, cujo charme são as baixas temperaturas. Com arquitetura que reúne vários estilos, o centro tem uma infinidade de lojas, bares e galerias de arte.

O turista não pode deixar de visitar o Mosteiro das Irmãs Beneditinas, o Museu Felícia Leirner e o Palácio da Boa Vista, com seus 105 cômodos em arquitetura inglesa. Está a 180 km de São Paulo.

Boituva

Quem quer se aventurar pelos ares encontra parada em Boituva. No Centro Nacional de Paraquedismo é possível fazer passeios memoráveis de balão, com até 12 pessoas no cesto, e a encarar a adrenalina nos saltos de paraquedas.

Tem também a Pousada Mirante, com atividades de rafting e paintball. O visitante ainda conhece o Museu do Tropeiro e a Fazenda Pinhal, que ensina a fazer cachaça. Boituva fica a 117 km de São Paulo.

Por: Redação 148 Artigos Contato
Artigos escritos pela equipe de redatores, colaboradores e escritores convidados.