Pousadas são aconchegantes e opções mais baratas que hotéis

Pousadas são opções mais em conta para curtir as férias, além disso, contam com aquele gostinho de estar em casa, elas costumam ser mais baratas que hotéis. Mas para os viajantes mais precavidos, antes de fechar o seu pacote de viagem completo com hospedagem, é bom atentar para a qualidade e o registro no Cadastur

Alternativa para viagens baratas, pousadas costumam ser bem acolhedoras

É verdade que nada substitui o conforto da nossa casa, mas as pousadas costumam ser bem acolhedoras. Outro benefício é que elas fazem bem para o nosso bolso. As diárias costumam ser mais baixas, e os serviços são bem parecidos aos oferecidos pelos hotéis.

Quem está aprontando as malas para as férias de julho e, certamente, já pesquisou onde ficar, deve estar atento a alguns detalhes. As pousadas geralmente são menores que os resorts e hotéis.

As estruturas comportam até 30 unidades habitacionais ou podem atender até 70 hóspedes, segundo mostra estudo do Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Geralmente, os proprietários incluem nos preços das diárias o café da manhã e outras vantagens, como o acesso gratuito ao wi-fi e às vagas de estacionamento. Os quartos são individuais ou para casais, diferentemente dos hostels, que oferecem acomodações coletivas.

De qualquer forma, antes de fazer a reserva do serviço, é bom pesquisar as fotos no site oficial e acompanhar as avaliações nas redes sociais. Afinal, você não quer ficar hospedado em uma pousada suja ou mal localizada, não é mesmo?

Nunca é demais fazer perguntas que até podem ser consideradas óbvias para os donos de pousadas, como se o chuveiro tem água quente e se há televisão no quarto. Algumas pousadas mais rústicas, por exemplo, possuem banheiros coletivos.

Pousadas remetem ao aconchego

Dependendo do destino escolhido, a economia gerada na escolha de uma pousada pode ser recompensada num passeio extra ou, quem sabe, numa saída para as compras no comércio local.

Numa busca pelo site decolar.com, por exemplo, podem ser encontradas pousadas com diárias a partir de R$ 37,00 em Foz do Iguaçu, que é um dos principais destinos turísticos do país para viajantes brasileiros e estrangeiros. Na mesma cidade, a diária do hotel mais barato não sai por menos de R$ 69,00.

Além do preço, a experiência de se hospedar em uma pousada num destino mais ligado à natureza é outra. Elas são, geralmente, instaladas em imóveis horizontais, com até três andares. Algumas oferecem acomodações em forma de chalés, bangalôs ou casas maiores, afastadas uma das outras, garantindo assim maior privacidade aos hóspedes.

A sensação de despertar no quarto de uma pousada, abrir a janela e deixar os raios de sol entrar é diferente de acordar em um quarto de hotel, pegar o elevador cheio e descer no restaurante para fazer o desjejum.

Foto: Pousada Maris Paraty, no Rio de Janeiro

Melhor pousada do mundo fica no Brasil

Assim como os outros meios de hospedagem, as pousadas também seguem a classificações de 1 a 5 estrelas. Alguns empreendimentos zelam pela qualidade e pela experiência do hóspede, portanto, os preços não são os diferenciais.

Você sabia, por exemplo, que a melhor pousada do mundo fica no Brasil? Pelo menos é o que mostra a certificação de melhor pousada do site TripAdvisor que concedeu o selo Travellers Choice 2018 à Pousada Casa Campestre.

A pousada fica localizada no município de Gonçalves, em Minas Gerais, e sua diária custa a partir de R$ 445,00. O empreendimento se especializou em atender casais em lua de mel. Possui chalés com 45 metros quadrados e com janelas para as montanhas. A localização privilegiada – na Serra da Mantiqueira – favorece a experiência.

A terceira melhor pousada do mundo, segundo o TripAdvisor, é a Pousada Maris Paraty, no Rio de Janeiro. O empreendimento também recebeu o selo Travellers Choice 2018. Com diárias a partir de R$ 380,00 a pousada localizada na Cidade Imperial tem acomodações decoradas com obras de arte de artistas plásticos locais.

Foto: Pousada Maris Paraty, no Rio de Janeiro

Turista deve consultar Cadastur antes da escolha

Devido à demanda, as pousadas têm sido um bom investimento entre os serviços turísticos. Em 2016, por exemplo, o Brasil tinha 31,3 mil estabelecimentos de hospedagem, dos quais 31,9% eram pousadas. O número foi levantado pela Pesquisa de Serviços de Hospedagem (PSH) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para saber se está fazendo a escolha certa, o turista pode pesquisar se a pousada desejada está no Cadastur, que é o cadastro dos prestadores de serviços turísticos. O registro é uma determinação da Lei do Turismo.

Recentemente, os serviços de hospedagem de Roraima, por exemplo, foram fiscalizados por agentes do Ministério do Turismo. Dos 81 locais visitados, 46 não estavam cadastrados. Os serviços podem ser consultados clicando em cadastur.turismo.gov.br.

Os empreendimentos com registro no Cadastur podem se valer de financiamentos públicos e de cursos de qualificação, garantindo assim maior visibilidade junto ao público alvo.

Mais histórias